21 fevereiro, 2016

[Resenha] The Producers

Olá pessoal!

Hoje trago para vocês mais uma resenha, dessa vez de um k-drama. É um dorama 2015 que eu não tinha vontade alguma de assistir, até o início da semana passada, por ter dois atores especiais no elenco: Kim Soo Hyun e IU, que atuaram juntos em Dream High, de 2011, e vi recentemente. Trata-se de The Poducers, ou simplesmente Producer, como eu paricularmente prefiro chamar (não me perguntem porquê).

Kim Soo Hyun é um talento que descobri recentemente. No começo o achei um ator mediano, vendo My Love From the Star. Dois j-dramas depois, vi The Moon That Embraces the Sun e preferi a atuação dele nesse épico, pareceu-me mais genuína, embora o ET tenha sido bom. Sei lá, creio que a personalidade do rei me cativou mais, logo de cara me apaixonei pela sinceridade dele, mesmo ainda adolescente e sendo interpretado por outro ator. Aí, já amava o Soo Hyun oppa, mesmo ainda não reconhecendo, estava completamente envolvida por aquele sorriso lindo, o choro sincero e a voz de anjo (o que é esse homem cantando?? Adoro atores que cantam *-*).

The One and Only - The Moon Thats Embraces the Sun ost

Então, como escolha inevitável, vi o antigo k-drama Dream High, que enrolei quatro anos para ver. Nesse dorama, então, deu-se a rendição total. Song Sam Dong é, sem dúvida, o melhor personagem dele até hoje!

Quando soube que ele e a IU, companheira de elenco de Dream High, tinham feito Producer, decidi conferir. Embora já tivesse visto o trailer e não ter me interessado, meu interesse foi despertado por esses dois! E assim resolvi fazer essa resenha, pois se tornou um dorama muito querido e especial para mim.
___________________________________________________
Dados Técnicos

Título em coreano: 프로듀사 (Peurodyusa)
Gênero: Romance, comédia, documentário ficcional
Diretores: Seo Soo Min, Pyo Min Soo
Roteirista: Park Ji Eun
Emissora: KBS
Número de episódios: 12 + especial
Período de Exibição: de 15 de maio a 20 de junho
Dia e horário: sexta-feira e sábado, às 21h15
País de origem: Coreia do Sul
___________________________________________________
Elenco

Protagonistas
Cha Tae Hyun como Ra Joon Mo
Kong Hyo Jin como Tak Ye Jin
Kim Soo Hyun como Baek Seung Chan
IU como Cindy

Funcionários da KBS
Park Hyuk Kwon como Kim Tae Ho (produtor-geral)
Kim Jong Kook como Kim Hong Soon (produtor de shows)
Seo Ki Chul (서기철) como Jang In Pyo (diretor da emissora)
Ye Ji Won como Go Yang Mi (auxiliar administrativo)
Lee Joo Seung como diretor de palco (fantasma da emissora)

Ki Joo Bong como Park Choon Bong (presidente da emissora)

Equipe de Produção do Programa 1 Night & 2 Days
Lee Chae Eun (이채은) como Son Ji Yun (segunda-escritora)
Go Bo Gyul (고보결) como Wang Min Jung (escritora mais jovem)
Bae Yoo Ram como Ryu Il Yong (assistente de diretor)
Shin Joo Hwan como Hyung Geun (assistente de diretor)
Noh Susanna (노수산나) como escritora principal

Outros integrantes do elenco e convidados/participações especiais
Na Young Hee como Byun Mi Sook (presidente da Byun Entertainment, agência da Cindy)
Jo Han Chul como Secretário Kim (secretário da presidente Byun)
Choi Kwon como o manager de Cindy
Yoon Yeo Jung como ela mesma
Hwang Shin Hye como ela mesma
Geum Bo Ra como ela mesma
Hyun Young como ela mesma
Kim Tae Yeon como ela mesma
Seohyun como ela mesma
Tiffany como ela mesma
Park Jin Young (JYP) como ele mesmo
Sandara Park como ela mesma
Kim Jisoo (김지수) como ele mesmo
Kang Seung Yoon como ele mesmo
Minwoo como ele mesmo
Kim Min Jae como ele mesmo
Lee Seung Ki como ele mesmo
K.Will como ele mesmo

Para quem quiser conferir quem mais fez parte do elenco, é só clicar aqui. Como o elenco é mesmo grande, coloquei apenas alguns nomes. Mesmo assim, foram muitos.
___________________________________________________
Minha Sinopse

Baek Seung Chan (Kim Soo Hyun) é um novo funcionário da emissora KBS. Ele se formou em Direito na Universidade de Seul, contudo decide trabalhar como um produtor de programas de variedades, pois uma colega da faculdade, por quem tinha uma paixão secreta, era uma produtora nesse departamento. Logo no primeiro dia, ele conhece Tak Ye Jin (Kong Hyo Jin), produtora principal do programa musical Music Bank, que acaba por riscar a porta do carro do novato em um pequeno acidente no estacionamento da emissora. O produtor principal do 2 Days & 1 Night, programa de variedade para o qual Seung Chan é designado, é Ra Joon Mo (Chae Tae Hyun), namorado da moça por quem o rapaz era apaixonado. Por estar trabalhando em uma grande emissora de TV, é comum Seung Chan topar com celebridades, especialmente cantores, como a jovem Cindy (IU), uma garota mimada e com "o rei na barriga", que se faz de forte e arrogante, mas que no fundo esconde uma menina frágil e solitária. O dorama mostra o dia a dia desses personagens, seus dramas particulares, trazendo ao conhecimento dos espectadores a realidade vivida nos bastidores de um show de variedades e o preço da fama.
___________________________________________________
Opinião e crítica

Producer foi um dorama sul-coreano transmitido de 15 de maio a 20 de junho de 2015 pela KBS, uma das três maiores emissoras da Coreia do Sul e a qual foi o principal pano de fundo para a história. Este é um dorama que abrange tanto o campo da teledramaturgia quanto das variedades, tendo sido dirigido/produzido em conjunto por Seo Soo Min, produtor de dois programas de variedades, e Pyo Min Soo, diretor de dramas, que dirigiu Worlds Within, IRIS 2 e Full House, dentre outros trabalhos. Seu roteiro foi escrito por Park Ji Eun, a mesma roteirista de My Love From the Star. Essa equipe de produção, com ótimos diretores e roteirista, fizeram um ótimo trabalho.  Tudo se encaixou: boa fotografia, bons diálogos, boas tomadas, boa escolha de elenco, bom figurino, ost maravilhosa! Não vi alguma falha relevante, a ponto de merecer ser mencionada, e foi um verdadeiro show de atuação durante os 12 episódios!

É um drama único, diferente dos  "comuns" (o que eu entendo por comum: casal de protagonistas, casal de antagonistas, triângulo amoroso, histórias incríveis de perda de memória, resgates de pessoas em perigo, fugas mirabolantes, investigações à la Sherlock Holmes, coleta de informações, romances cheios de reviravoltas, muitas lágrimas, risos, confusões, fantasia, melodrama, sci-fi, extraterrestres e gumihos, viagens no tempo, enredos cheios de nós e tudo que um kdrama geralmente pode ter), e por isso é completamente injusto compará-lo. É um dorama que retrata a vida real de uma maneira inovadora, e ao assisti-lo, temos a impressão de que a história realmente continua, como a vida. No episódio especial é dito algo assim, que a vida segue, afinal, é uma emissora, e não se baseia somente em um final feliz ou triste.

Por ser tão único e tão simples, há muitos comentários negativos pela internet afora, e de fato não é o tipo de drama com que nós, brasileiros, estamos acostumados. Aliás, não vemos nem vimos ou veremos, creio eu, uma novela desse naipe por aqui, mostrando os bastidores do The Voice Brasil, por exemplo. Não faria sucesso, não daria audiência e consequentemente seria encurtada e logo sairia do ar. Por outro lado, Producer fez um grande sucesso na Coreia, seu país de origem, atingindo 17,9% de audiência no primeiro episódio e chegando a maravilhosos 20,4% pontos no último. Isso só provou que o povo de lá realmente se interessa pelo que acontece por trás das cortinas.

Realmente, desde os primeiros minutos, podemos notar o quanto esse drama é diferente dos outros. Ele foi feito em um estilo "documentário", como se de fato a vida dos quatro protagonistas e dos demais personagens fosse "filmada". Não filmado como um dorama (vocês podem pensar: É lógico que um dorama é filmado!), mas como a vida cotidiana mesmo, é como se fosse o documentário da vida deles, desde o acordar até o dormir (ou passar a noite trabalhando, como acontece diversas vezes durante a história). Isso foi algo totalmente novo, a junção do drama e do entretenimento.

Lembra um pouco o dorama Worlds Within, de 2008, um dos trabalhos do diretor Pyo Min Soo. Nele, vemos o drama dentro do drama, ou seja, foi retratado na TV como é feita uma novela coreana, mostrando atores, produtores, diretores e outros. É uma maneira legal de ver o mundo de teledramaturgia da Coreia do Sul. A diferença principal, a meu ver, é que enquanto Producer trabalha com a realidade dentro da ficção, Worlds Within trabalha com uma realidade fictícia dentro da ficção. Se no de 2015 a emissora era real, atores e cantores eram reais e foi uma cópia da realidade, no de 2008, atores encenavam personagens representando outros atores. Não sei se vocês me entenderam, mas para mim, essa diferença foi crucial. Além disso, o gênero foi diferente também. O mais antigo foi um romance dramático, o mais novo misturou romance e uma grande dose de comédia. Até hoje, não terminei de ver Worlds Within, embora seja protagonizado por um de meus atores favoritos, Hyun Bin, e não tenho vontade de terminá-lo. Ele não me cativou como Producer. Aliás, ele não me cativou de forma alguma... só o Binnie e o Choi Daniel, um ator de quem gosto bastante também.

Aliás, uma das coisas que mais me conquistaram desde o primeiro episódio de Producer é exatamente pelas celebridades, programas e emissora serem reais! Claro, a Cindy é somente uma personagem criada para o drama. Mas o Lee Seung Gi, o JYP, as Girls Generation, a Dara e tantos outros são reais mesmo e isso é emocionante! Se o programa novo é real eu não sei, mas os antigos, como o Music Bank e o 2 Days & 1 Night e todos os outros citados, como Entertainment WeeklyHappy Together e The Return of Superman, são sim reais. A JYP Entertainment é real. Toda essa realidade deu maior credibilidade ao dorama.

Agora vou falar dos protagonistas. Eles foram brilhantes, amei do princípio ao fim. Mas comecemos do começo.

Baek Seung Chan

Esse foi o personagem de quem mais gostei! Baek Seung Chan é um jovem formado em Direito e seus pais esperam que ele se torne um promotor. Na faculdade, ele conheceu Shin Hye Joo, uma veterana por quem ele logo se apaixonou. Era uma paixão unilateral e sem um motivo real, a não ser a beleza, já que os dois mal se conheciam. Por ter essa paixão secreta, ele decide largar a carreira jurídica e ir trabalhar na mesma empresa de sua amada: a emissora de televisão KBS. Além disso, sua meta é o programa de variedades Entertainment Weekly, mas ele acaba sendo escalado para o 2 Days & 1 Night, justamente o programa produzido pelo namorado de Hye Joo, Ra Joon Mo, e isso causa um desconforto inicial entre os dois. Esse programa está em risco de extinção, devido à baixa audiência, depois de sete anos no ar.

O que mais me chamou a atenção foi o fat de um jovem mudar de carreira unicamente por motivos sentimentais, mas que fez da Produção o seu sonho e lutou por ele. Ele está "ali e agora", seu emprego é na KBS e ele é um novo produtor, portanto fará seu melhor para o trabalho ser realizado com sucesso. Esse jovem precisa desesperadamente aprender, e é tão bobo, tão ingenuamente sincero que se torna impossível não sentir um enorme carinho e compaixão por ele. Compaixão mesmo, como sentimos por uma criança aprendendo algo novo, que comete erros bestas, tão de iniciante que dá dó, mas nosso coração se compadece por ver tamanho esforço que ela empregou naquilo. Era assim com Seung Chan. Ele falha já em sua primeira tarefa, e comete outros erros depois, por entender errado, passar o recado errado ou simplesmente não entender a tarefa.

Kim Soo Hyun deu um show de atuação, ele encarnou o novato de um forma surpreendente! Ri muito com ele, tive muita vergonha alheia e amei os olhares, o jeito de fazer birra e provocar os superiores com aquelas atitudes tão infantis que beiraram o absurdo. Ele, sem dúvida, foi um gênio atuando e mereceu totalmente os prêmios que ganhou por esse trabalho. Foram três premiações no KBS Drama Awards (Grande Prêmio, Popularidade e Melhor Casal - com Cha Tae Hyun), o Grande Prêmio no Apan Star Awards e duas premiações no Korea Drama Awards (Grande Prêmio e Melhor Estrela Hallyu). Eu amei o Seung Chan! Mesmo sendo tão infantil e imaturo, ele cresceu muito durante os 12 episódios, foi lindo de ver o seu desenvolvimento.

[FMV] Producer || BAEK SEUNG CHAN funny moments [HD]


Tak Ye Jin

Na KBS, a produtora Tak Ye Jin é a responsável pelo programa musical Music Bank. Devido a um descuido, ela bate a porta de seu carro na porta do carro ao lado do seu no estacionamento. O carro é do pai de Baek Seung Chan, que quando fica sabendo do acidente, diz que o filho deve cobrar sua superior, afinal ele deve ser justo, independentemente de quem seja. Assim, Tak Ye Jin e Baek Seung Chan ficam ligados um ao outro devida à essa dívida. Inicialmente, os encontros deles são somente devido a isso, mas logo Seung Chan desenvolve sentimentos mais profundos pela mulher mais velha.

Ela se mostra determinada e assustadora no trabalho, mas é uma pessoa tranquila e divertida em casa. A frieza e os ataques de raiva são seus mais frequentes metódos de alto-defesa. Alguém que sem dúvida sabe o que está fazendo e entende das coisas, porém tem medo e se sente um tanto insegura. Ela e Ra Joon Mo, superior direto de Baek Seung Chan, são melhores amigos há 25 anos e ambos nutrem sentimentos ocultos um pelo outro, mas ambos escondem o que verdadeiramente sentem, com receio de estragarem a relação que construíram por tanto tempo.

Ra Joon Mo

Ra Joon Mo e Tak Ye Jin são amigos de infância. Ele a conhece há tanto tempo, fazem tudo juntos, que não consegue imaginar sua vida sem ela. Provisoriamente, Ye Jin mora no apartamento de Joon Mo, mas eles escondem isso de todos, com medo de serem mal-interpretados, especialmente no ambiente de trabalho. Acidentalmente Seung Chan descobre esse segredo, pois mora no prédio vizinho. Ele interpreta errado e se sente mal por sua colega Shin Hye Joo, sem saber que ela e Joon Mo já não namoravam mais.

O produtor principal do 2 Days & 1 Night é um personagem de quem gostei muito, que mostra uma força e determinação incrível durante todo o drama. Mesmo ele sendo meio desagradável e antipático às vezes, mostra por sua amiga um carinho e uma atenção enormes. Cuida de Seung Chan, seu subordinado direto na empresa, assim como do restante de sua equipe, e busca sempre fazer o melhor programa. Como 2 Days & 1 Night corre o risco de ser cancelado, ele e todos os envolvidos se esforçam sobremaneira para fazer da nova temporada um sucesso.

Cindy

Cindy é uma cantora famosa, com muitos fãs, mas também muitos anti-fãs, devido à sua personalidade egoísta e arrogante. Ela usa uma roupa transparente em uma apresentação no Music Bank, indo contra as normas da emissora e fazendo com que a produtora responsável leve uma advertência do diretor. A moça é agenciada pela Byun Entertainment, cuja presidente é dura e fria. Ra Joon Mo teve um desentendimento com a presidente no passado, e ele não admite a forma com que ela trata Cindy, fazendo-a passar fome a fim de emagrecer e lotando a jovem de shows e compromissos 24 hora por dia. A jovem se apaixona por Baek Seung Chan desde o começo, mas ele só tem olhos para Ye Jin.

Para mim, Cindy foi a mais lamentável e triste personagem de todas! Mais de uma vez, quis atravessar a tela do notebook e abraçá-la forte. Vemos nela o quanto a fama pode ser prejudicial para um ser humano. É tão solitária, tão carente, e só tem 23 anos! Quando, logo no primeiro episódio, o Baek Seung Chan a protege da chuva, deixando com ela um guarda-chuva que era para ele e sai correndo pela rua, com a mão na cabeça, ela se sente tão tocada que até doeu meu coração. É como se não tivesse nunca recebido uma gentileza na vida. Como Seung Chan, ela também tem um desenvolvimento incrível, começa como uma cantora mimada, dona da verdade, e termina... bem, muito mais humana.

Além dos protagonistas, os demais personagens também fizeram um maravilhoso trabalho. O destaque especial é para o produtor-geral Kim Tae Ho, um bom profissional que sempre levava seus colegas para comer, mas era um tremendo puxa-saco do diretor e do presidente. Sua opinião era inconstante e pendia sempre para o lado que fosse mais vantajoso e seguro, pois acima de tudo, ele queria se proteger e garantir seu emprego.

Outro "personagem" que foi bem impactante, embora tenha feito apenas uma aparição em dois episódios, foi o Park Jin Young (JYP). A participação dele foi a melhor, na minha opinião. Além de ter sido a mais engraçada.

Claro, em Producer há sim um triângulo amoroso e a quarta pessoa que ama sozinha, formando assim dois triângulos amorosos. O foco está longe de ser o romance, mas por eu ser uma pessoa tão romântica e açucarada, sempre quero que "o casal de protagonistas fique junto". Quando existem quatro pessoas envolvidas, a solução é lógica na minha cabeça: 1+1=2 e 2+2=4, sem crise, no fim todo mundo fica feliz, ninguém fica sozinho e acabou. Na verdade, eu quase nunca shippo errado, até porque na maioria dos k-dramas fica claro e evidente desde o começo quem ficará com quem. Para mim, shippar errado nesses casos é simplesmente gostar de sofrer.

Mas nesse drama, eu simplesmente me senti perdida desde o começo, e estava tão perdida mesmo faltando três episódios para acabar que precisei recorrer a uma amiga e pedir um spoiler gigante. Eu disse a ela: "Por favor me ajude, preciso de um spoiler! Existe casal nessa drama? Quem fica com quem? Estou com medo de shippar um casal e ser uma má escolha...". O spoiler que ela me deu me ajudou deveras, e combinou com o que, no fundo, meu coração desejava. Contudo, como são quatro protagonistas e uma história que continua, não esperem por um ponto final, mas esperem por reticências.

Eis as possibilidades de casal:

Baek Seung Chan a Cindy

Baek Seung Chan e Tak Ye Jin

Ra Joon Mo e Tak Ye Jin


Se vocês querem um dorama romântico, cheio de açúcar (algo que eu realmente amo, mas sei curtir bem quando não há o romance), não é o que procuram. Se querem muito beijo e cenas românticas, tentem algum outro. Sei lá, talvez I Need Romance =)

Sobre a trilha sonora, não tenho que dizer senão que é muito boa, perfeitamente selecionada e belamente executada. Amei amei amei! A performance ao vivo da ALi no KBS Drama Awards de 2015, de uma de minhas músicas favoritas, foi grandiosa:

ALi - Two of Us
___________________________________________________
Conclusão

Sem dúvida, recomendo Producer para quem não viu ainda. Não deem trela para comentários negativos, nem procure os positivos, mas assistam para formar sua própria opinião. É um dorama diferente, e isso não é sinônimo de ruim. Aliás, não ver um dorama, assim como não ler um livro ou não ouvir determinada música, por ser diferente é puro preconceito. Não aceitem os paradigmas impostos pela sociedade dorameira nem se paute somente pela opinião dos outros. Só assim vocês conseguirão formar a sua própria. Não é demogogia, nem quero que vejam um dorama só porque eu disse para ver. Quero que vejam sim, porque é realmente um bom trabalho e vale a pena, mas cada um verá se quiser. Eu amei demais, achei cativante desde o início, e deixa muitas lições valiosas.

Os episódios foram completos. Como é uma história que desde o início se propôs a continuar, ela não termina. É um final aberto, que nos leva a tirar as próprias conclusões e não pôe simplesmente um ponto final. Embora prefira finais redondos e, de preferência, happy endings, o final me satisfez totalmente.
___________________________________________________ 
Informação importante

Ao assistir, levem em consideração isso: NÃO é um dorama curto. Embora tenha "só" 12 episódios, vocês precisarão de tempo para concluí-lo. À semelhança da série britânica Sherlock, os episódios de Producer são longos. O de menor duração tem uma hora e 12 minutos. O mais longo, uma hora e 46 minutos.
___________________________________________________ 
Nota
9

Onde assistir
Para baixar: Kingdom FanSubs - com Pretty Ji / Gong Hyo Jin Brasil / Kim Soo Hyun Brasil (completo), Asian Team (em andamento), Kkulbeol Dramas (em andamento)
Para ver online: Viki e DramaFever
___________________________________________________ 
Uma das melhores cenas ~ cara de paisagem :p
___________________________________________________

Esta é minha resenha da vez. Espero que tenham gostado! Até a próxima!

My *-*


0 comentários:

Postar um comentário